sábado, 25 de junho de 2011

Intimidade- Manoel de Barros



"A gente só descobre isso depois de grande(…).
Que o tamanho das coisas há que ser medido
pela intimidade que temos com as coisas.
Há de ser como acontece com o amor”.

in 'Memórias Inventadas'

Nenhum comentário: