sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Carta ao Léo




Eita.... E 10 anos se passaram, Zé.

Por aqui muitas coisas mudaram, como bem sabe. Reparou como Yan virou um Léo II?? Bonitão, pegador, amigo, líder...É como dizem, filho de peixe....

E Estela?? Que moça linda ela está, não é mesmo?? Inteligente, madura, mais segura.

Ok, desconte o fato de eu ser um tio-pai coruja assumido. Mas este ano foi bacana para nossa família. Bruno feliz e viajando pelo Brasil todo fazendo o que mais gosta. Papai nas pesquisas e podendo receber os amigos no seu cantinho para escutar músicas legais e jogar conversa fora. E nossa Oninha?? Como sempre cuidando de sua saúde, agitadíssima e viajadeira. Ou seja, não mudou muita coisa...

Quanto a mim, estou feliz ao lado de uma pessoa maravilhosa, carinhosa, parceira e especial. Você sabe bem disso, tanto que já mandou recados por ela. E agora, mesmo que com um pouco de atraso, estou seguindo seus conselhos, Zé.

Dez anos.... Nesse período perdemos companhias queridas aqui e você as ganhou aí. E tenho certeza que está cuidando bem delas.

Cara, você faz muita falta. Muita mesmo. No dia a dia. Nas decisões familiares, nas discussões futebolísticas e políticas, nos momentos de reunião entre pessoas queridas, nas peladas entre amigos que vou retomar com força total em 2012.

Obrigado por tudo, Zé.

Tenho que ir. Deixo meu beijo com carinho, gratidão, a saudade menos doída, mas para sempre muito forte e todo amor que houver nessa vida!

Valeu, Zé!

3 comentários:

Gustavo Rangel disse...

Bacana meu chapa!!!

Rebeca reflorar@gmail.com disse...

Ei!
Eu conheço alguém que se ler essa parada, vai chorar o mês inteiro de saudades:Alon, é o nome dele.

Neto Cordeiro disse...

É bem provável, Rebeca!!
Alon era o melhor amigo de Léo... Grande figura!!