sábado, 1 de dezembro de 2012

Reminiscências de um blogueiro na tarde de sábado



Há tempos não faço uma postagem pessoal por aqui. O corre-corre do dia a dia, trabalho, viagens, casamento, família e outras coisinhas ocupam tempo demais na minha vida. Ainda bem. Já passa longe a época em que tinha tempo livre para escrever, escrever, escrever... E nem sabia se isso de alguma forma me ajudava de verdade. Lá no fundinho, acho que sim. Mas ao mesmo tempo, me prejudicava. 
Hoje venho aqui para agradecer. Ao Cara lá de cima que não me abandona. Não desiste de mim. Ainda um pouco assustado pelo fato do tempo estar passando tão rápido (já escrevi sobre isso aqui algumas vezes..), estou feliz por viver uma fase tão próxima de minha família e pessoas bacanas que vão surgindo pelo caminho.
Sobre essa coisa do tempo passar rápido demais, tive esta semana, a especial notícia de ver minha sobrinha-filha Estela passando para a PUC no Rio. Cursará Letras. A minha menina que vai completar 18 anos em janeiro - caso o mundo não acabe dia 21- será uma universitária. É.....
Hoje ouvi meu sobrinho-filho Yan falando que terá que fazer algumas mudanças em sua vida para estar mais perto e cuidar de uma pessoa muito próxima a ele. Vai renunciar a alguns "luxos" para um jovem de 19 anos, mas terá a chance de ajudar a alguém que já fez muito por ele. Que orgulho do meu moleque!!!
Dezembro entra e junto com ele, teremos o lançamento do primeiro livro do meu irmão, Bruno Peixoto. Um cara que ama o teatro, as artes, as letras... Que com seu jeito introspectivo ajuda as pessoas apenas com o olhar. Que ouve como ninguém e fala pouco. Mas quando fala ou quando escreve, arrebenta!!
Meu Deus, quantas coisas para agradecer.... 
E tantas coisas ainda por fazer....
Esta semana as viagens na volta de Macaé foram menos estressantes. Muitas conversas, risadas, aprendizado... Acho muito bacana a chance de aprendermos com os mais jovens. Nunca me fechei para isso. Estou com 40, embora muitas vezes não me sinta assim. E ter a chance de conviver com uma galera de 25,30,35 anos é muito legal. Mesmo que às vezes eu tenha que escutar pagodes não muito agradáveis nas viagens...rsrs... Mas tudo é válido.
A gente pensa tanto em melhorar de vida, ter mais grana, mais bens, mais tudo....
E às vezes esquecemos de valorizar pequenos momentos. Eu os valorizo. Sempre valorizei, e mais do que nunca quero muito viver estes pequenos momentos.
Valeu Papai do Céu!! Valeu mesmo!!!

Obs: A foto que ilustra a postagem é dos meus sobrinhos-filhos. Já é antiga, deve ter uns 8,9 anos. Mas é eterna.

2 comentários:

walnize carvalho disse...

Neto querido,
Tão bom quando nos bate este encontro com nossa história(e que belos capítulos!)
Abraços,
Walnize

Amiga Antiga disse...

Adoro quando vc coloca postagens mais pessoais. É a forma que tenho de saber notícias.