terça-feira, 9 de junho de 2009

Delicadeza- Jorge Vercilo


"As coisas tolas que o amor
parece me dizer
falam na delicadeza,
o elixir do prazer na paixão
são os seus olhos
olhando nos meus
as suas mãos envolvendo minhas mãos
esse é o jogo do amor
e da sedução
que deixa na boca o sabor
que o beijo não provou
brilha na pele o suor que o corpo
não tocou por saber
que essa vontade contida no ar
faz aumentar a ilusão do querer
é o faz-de-conta do amor rondando você
Te quero assim
como a luz da manhã
chegando mansinha
pra não te acordar
e quando se vê é um sol
que não se apagarás
e o jogo do amor
é estar por um triz
você me deixou envolvido demais
se a dor levou,o amor me traz e eu estou feliz...
Cercados por esta magia
que se chama desejo
nossa própria armadilha
teu cheiro no ar,incenso de amor
perfume da mais rara flor
que enfeitiça o lugar..."