terça-feira, 3 de abril de 2012

O Amor?- Fernanda Young

 
 
"... bosta de carência básica infantil, que nos torna para sempre patéticos,
jamais capazes de vencer essa necessidade de alcançar o amor.
O amor, o amor, o amor.
Vá para a puta que o pariu o amor.
Todo esse imperativo de amar é puro masoquismo.
De ser amado, mero sadismo.
Os fatos simplesmente são como são:
Amar é mais importante até que ser amado,
amar faz com que a gente tente ser melhor pra conquistar o outro
e acaba conquistando o mundo."

Um comentário:

melysande disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Dramático, mas coerente!

Adoro seu blog.

Abraço.