sábado, 29 de maio de 2010

BANZO Capítulo 7




Uma história em doze capítulos e um epílogo


Estar nua no Princesa. Essa é minha lembrança mais viva.

A rede em que ELE pescava era um lençol incompleto que recebia meu corpo ávido e entregue. Eu não era mais menina e estava longe de ser uma mulher. E ELE...Abria caminhos em meu corpo que nenhum homem soube percorrer novamente. Incansável, poderoso e pleno. Constante como as remadas que nos traziam a recantos do mar que somente ELE conhecia. O meu corpo era repleto de segredos que ELE desvendava com urgência... E sem nenhuma pressa.

O Princesa era nosso leito. O mar e as estrelas nossos cúmplices.

Nessas noites compartilhadas com ELE, novos segredos eram sempre revelados. E eu me revelava com eles. E eu me revelava a ELE. Nessas noites eu aprendi a me conhecer. E conhecia a ELE e ELE a mim. E entre brigas e reencontros nos desbrávavamos sem nenhum pudor... E nos sentíamos cada vez mais puros... Nossa nurdez tornava-se um estado natural de profundo amor.O mundo inteiro estava nu aos nossos olhos. O mar, os barcos, as redes repletas de peixes, o Sol, a chuva, a comida na mesa de jantar. O mundo se desnudava conosco e nos meus sonhos de fim de tarde, era ELE, nu, que me esperava no mar, no Sol, no Princesa, na mesa de jantar. E quando a noite chegava e o mundo todo dormia...Tudo recomeçava! Todas as noites!

Quanto tempo durou isso? A menina que existia em mim ficava mais distante no espelho.Noite a noite. Até o mundo nos chamar de novo a sua lama.

ELE me deu a notícia com a voz calma e baixa e os olhos lutando com lágrimas inevitáveis. A mulher que eu me tornava não aceitava que ELE se fosse. Na primeira noite em que ELE partiu queimei o Princesa. As lágrimas derramadas nessa noite deixaram marcas que senti em meu rosto por muito tempo.

A noite tornou-se vazia. Um imenso deserto nascia em meu corpo e em minha alma.

Mas quando olhava o mar eu sabia que ELE voltaria. Quando outros homens surgiram, eu sabia que ELE voltaria. Quando meus filhos nasceram, eu sabia. Quando meus netos chegaram, eu também sabia.E o mar também. O inevitável retorno dELE era um segredo meu com as ondas do mar. Elas me diziam toda manhã - "ELE vai voltar". E ELE nunca chegava!

Eu sabia porque via o Princesa todas as noites e todas as manhãs na areia da praia. Eu sabia porque nunca deixei de me sentir pura. Eu sabia porque o mundo inteiro continuava nu.

E ELE voltou...

E um novo rosto habita meu espelho.

A notícia de que ELE saiu para o mar com seu irmão e um jovem pescador chegou logo depois. Enquanto tentava decifrar esse novo rosto que fazia morada em mim. Eu sabia o que aconteceria e fui esperá-lo na praia.

Fui dormir e ELE estava nos meus sonhos. Ainda (e sempre) nu. O Princesa queimava e ELE o levava para o mar assim mesmo. ELE nu remando o Princesa em chamas nas águas escuras. Acordei. E senti na pele o que aconteceria. Esperei a notícia chegar. Ela veio pela manhã.Como fez há cinquenta anos ELE partiu só e sem destino rumo ao mar. Durante os três primeiros dias tranquei as janelas e fiquei sozinha na escuridão do meu quarto, evitando o espelho e esperando que ELE voltasse.

Mas eu sabia...Sabia o que foi dito e escolhido há cinquenta anos. Sabia o que tínhamos nos dito três dias atrás. Sabia o que teria que escolher. Eu sabia. Sempre soube. Meu corpo pedia um banho. Eu obedeci.

Poucas roupas. Um guarda chuvas. Alguma comida. Era tudo que levava quando saí de casa sem olhar para trás.

O irmão dELE estava na praia com o garoto que pescou com eles. Em silêncio comemos. Trocamos poucas palavras. Todos esperavam algum tipo de sinal. Eu sabia o que tinha que fazer. Eu sabia o que tinha que dizer. E disse.

"- ELE não vai voltar dessa vez."

E todos sabiam o que fazer. Enquanto o menino colocava o barco na água e o irmão dELE me ajudava a subir nele eu entendi o novo rosto que tinha aparecido em meu espelho. Pela primeira vez em cinquenta anos, eu não sabia de nada.

O mar nos recebia com carinho. Era um bom sinal.

Tudo mais era incerteza.


Fim do Capítulo 7

2 comentários:

Karina Alves disse...

To com saudades de vc ..beijos pra vc e Renata ...e te amo.....e cade o proximo capitulo?...beijos

Neto disse...

Estou esperando o autor me mandar...rsrsrs
Por aqui tudo bem...e vc???

bjo enorme