segunda-feira, 21 de julho de 2008

Existe movimento estudantil em Campos?


Esta é a questão abordada pela Rede Blog este mês. Confesso que não tenho idéia de como anda a situação. Volta e meia vejo algum alvoroço de um pequeno grupo pelas ruas da cidade. Mas acho que os grêmios estudantis - ainda existem???- de alguns anos pra cá têm sido objetos de manipulação dos políticos de nossa região. Interesses econômicos e políticos foram colocados acima dos interesse dos estudantes. Lembro-me de denúncias que foram feitas de falsificação de carteirinhas, com o envolvimento das "lideranças" estudantis à época. Só espero que este panorama mude, pois até onde eu sei, o momento é de estagnação. Temos em nosso país, um vasto histórico de lideranças que surgiram no movimento estudantil. Isso sem esquecer que este movimento foi fundamental em pelo menos dois momentos históricos de nossa história: A Ditadura Militar e o Impeachment do ex- Presidente Fernando Collor.

Como no auge na Ditadura eu ainda não tinha nascido, posso comentar um pouco sobre 1992. Depois das mais variadas denúncias e trapalhadas, o então Presidente da República, Fernando Collor de Mello, às vésperas de um 7 de setembro vai à televisão e pede para àqueles que o apoiassem que saíssem vestidos de verde e amarelo naquele feriado. Pois bem: o que se viu naquele histórico 7 de setembro, foi um festival de manifestações com milhares de estudantes e pessoas vestindo preto. Aqui em nossa cidade, no desfile cívico, alguns estudantes foram proibidos de desfilar porque usavam uma tarja preta no braço. A partir daquele instante, e dessa trapalhada sem tamanhos do Collor, os estudantes tomaram contas das ruas. Não se pode esquecer que a Rede Globo durante este período apresentava a mini-série "Anos Rebeldes", que falava exatamente do período mais negro da nossa história: A ditadura militar. E com isso, os "cara-pintadas" estavam todos os dias na ruas nas maiores cidades em manifestações gigantescas e tomadas de emoção e alegria!! Era a chance que nós tínhamos de também participar ativamente da história do Brasil.

Esse despretensioso relato de um "cara-pintada" foi motivado pela leitura de mais um texto do jornalista Vitor Menezes no Blog "Urgente" (http://urgente.blogspot.com/). Ali pude matar saudades dessa época tão boa e melhor do que isso, ver uma foto das lideranças estudantis da época organizando-se para uma grande manifestação que aconteceu em nossa cidade. Quem viveu, lembra-se bem. E na mesma foto, pude matar mais saudades ainda do meu irmão e líder Léo Peixoto, que na ocasião era o Presidente da LAECE, que era o grêmio do Liceu de Humanidades de Campos. Ao Vitor(que também estava naquela foto), pela citação e pela foto, o nosso muito obrigado. Mais uma vez. E que tenhamos o mais rápido possível o retorno de um movimento estudantil decente em nossa Campos! Logicamente reproduzo aqui a foto citada.