quinta-feira, 31 de julho de 2008

Juíza nega pedido de indenização de Álvaro Lins

Nos últimos tempos o Poder Judiciário e alguns de seus mais ilustes representantes têm sido bombardeados pela imprensa e a opinião pública em geral, incluindo este blog. Pois bem, hoje ao abrir o jornal tive a alegria de ler uma boa notícia:
A juíza Lindalva Soares Silva, da 11ª Vara Cível do Rio julgou improcedente um pedido de indenização por dano moral movido pelo deputado estadual Álvaro Lins, ex-chefe de Polícia Civil, contra reportagens do jornal “Extra” e que também foram publicadas por O Globo. A juíza entendeu que os jornais agiram corretamente e acabou por fazer uma longa e importante defesa da liberdade de imprensa. Em sua decisão, a magistrada lembrou ter notado nas ações que julgou sobre o tema imprensa " que os princípios democráticos estabelecidos na Constituição de 1988 ainda não foram bem aceitos pelos agentes públicos e alguns segmentos da sociedade".O presidente do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), desembargador José Carlos Murta Ribeiro, lembrou que não há democracia sem imprensa livre, enquanto o presidente da OAB/RJ, Wadih Damous afirmou: " A decisão não poderia ser outra, a sentença ratificando os princípios do estado de direito, porque a imprensa não pode ter cerceado seu direito de informar."
Que tenhamos mais notícias assim daqui para frente!!!

Fonte: o Globo.