segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Dia Mundial da luta contra a aids II


Pra quem não sabe, o dia 1° de dezembro é o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Aqui no Brasil algumas cidades programaram atividades para lembrar a data e conscientizar mais a população. E neste ano, a campanha do Ministério da Saúde terá como foco os homens heterossexuais com mais de 50 anos.

Segundo dados do Ministério, a taxa de incidência entre pessoas acima dos 50 anos dobrou entre 1996 e 2006, passando dos 7,5 casos por 100 mil habitantes para 15,7. A maioria dos casos de Aids, porém, ainda está na faixa etária de 25 a 49 anos. Dos 47.437 casos notificados desde o início da epidemia em pessoas acima dos 50 anos, 29.393 (62%) foram registrados de 2001 a junho de 2008. Desse último grupo, 37% são mulheres e 63% homens.
Dados do Boletim Epidemiológico Aids/DST mostram que de 1980 a junho de 2008 foram registrados 506.499 casos no Brasil, sendo que nesse período ocorreram 205.409 mortes em decorrência da doença. A epidemia no país é considerada estável, sendo que a média anual de casos entre 2000 e 2006 é de 35.384.
Em relação ao HIV, a estimativa é de que existam 630 mil pessoas infectadas. Do acumulado, a Região Sudeste é a que tem o maior percentual de notificações, 60,4% (305.725 casos). O Sul concentra 18,9% (95.552), o Nordeste 11,5% (58.348), o Centro-Oeste 5,7% (28.719) e o Norte 3,6% (18.155).
Fonte: G1