terça-feira, 5 de agosto de 2008

China: tremenda "bola fora"

Confesso que não sou um entusiasta de Olimpíadas. Acho até bacana algumas coisas. Mas todo esse alvoroço e a visão super patriota que alguns meios de comunicação fazem questão de passar me irrita. E ainda por cima, por conta mais uma vez de interesses políticos-econômicos a escolha da China na minha humilde opinião foi uma tremenda "bola fora"! Para um país ou nação, os direitos humanos significam antes de tudo os direitos do povo à subsistência e o desenvolvimento é à base de promoção e proteção dos direitos humanos. Porém o que vemos na China é o um país que não respeita estes princípios basilares. Se avançou em muitos aspectos, em dezenas de outros pontos a sociedade chinesa continua bastante parecida à que viu Mao Tsé-tung assumir o poder há mais de meio século. Um exemplo claro é o que acontece com a imprensa chinesa: Ela é controlada com rigidez pelo governo, que também restringe a entrada de informações externas ao bloquear sinais de televisão e rádio externos e impedir o acesso a sites estrangeiros na internet. Nos últimos anos, a imprensa chinesa vem tendo liberdade para criticar a corrupção e a ineficácia de funcionários do governo e autoridades, mas a mídia jamais tem autonomia para questionar o poder do Partido Comunista.
Os jogos olímpicos são uma grande oportunidade que a China tem para demonstrar ao mundo que pretende mudar. Vamos aguardar...