segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Vingança Olímpica em alto estilo

"O jornal português "A Bola" divulgou nesta segunda-feira uma entrevista com o judoca Pedro Dias, algoz do brasileiro João Derly nos Jogos de Pequim. O atleta, que acabou eliminado na luta seguinte, afirmou que "humilhou" Derly e disse que tinha "contas a acertar com ele", já, segundo ele, o brasileiro teria saído com a sua namorada quando os dois eram amigos. - É bicampeão mundial, era apontado por todo mundo como favorito e eu não ganhei apenas, Derly foi humilhado no tatame, humilhado por mim. Tinha contas a ajustar com ele. Já fomos grandes amigos, agora somos apenas conhecidos. Aqui só o cumprimentei em respeito ao judô brasileiro. Uma vez, em São Paulo, fui às compras com a mãe dele e mais tarde vim a saber que, enquanto isso, ele estava com a minha namorada. Ele me traiu. Pois é, o Derly gosta de passar a imagem de atleta de Cristo, mas depois... - acusa o português. Pedro Dias explicou que a sua comemoração depois da vitória sobre Derly foi uma homenagem para a sua nova namorada, uma brasileira que mora em Portugal. - Prometi que faria aquele gesto depois de ganhar do Derly. Sempre acreditei que venceria - afirma. A manchete do jornal "A Bola" para a entrevista foi "Matar o traidor e depois morrer", já que Pedro Dias logo foi eliminado."
FONTE: globo.com