quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Fé cega, faca amolada

Você se lembra de Luciana Novaes?? Certamente não. Mas você se lembra da estudante que ficou tetraplégica após levar um tiro na Universidade Estácio de Sá, no Rio em 2003?? Muitos lembrarão.
Pois agora seu nome volta à tona. Depois de um enorme sofrimento nos últimos anos, infelizmente ela passa por mais um problema. O pastor Jean Carlos Freitas, da Ordem dos Pastores Evangélicos Mundial, foi acusado de distribuir panfletos em que pede doações para ajudar Luciana,mas divulgando sua conta bancária para os depósitos.
O pastor se defende. Argumenta que usou sua conta pessoal por uma questão de praticidade. Colocou inclusive os extratos à disposição. Só conseguiu R$ 70,00.
O problema é que o pastor, que foi suspenso até a resolução do caso, já responde a outros processos criminais, inclusive uma acusação de estelionato, segundo informação do advogado de Luciana, João Tancredo.
Luciana que é um exemplo de vida, ingressou novamente na faculdade e cursa Serviço Social.
Faz o curso à distância, mas precisa estar presente todas às segundas-feiras.
Um exemplo para todos. Desde já, ficamos na torcida para que a situação se resolva.