quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Greve na Justiça: OAB tenta pôr fim à greve dos serventuários

Do site da OAB/RJ:

"A OAB/RJ ingressou, no fim da manhã desta quinta-feira, com uma ação na Justiça, com pedido de liminar, para que esta obrigue a que, pelo menos, 50% dos funcionários do Judiciário em greve voltem a trabalhar. O pedido se baseia no entendimento expresso em recente decisão do Supremo Tribunal Federal a respeito das greves no serviço público.

Em assembléia realizada nesta quarta, dia 12, diferentemente do que fora assegurado à OAB/RJ, os sindicalistas não puseram em votação a proposta de que as medidas urgentes - entre elas os mandados de pagamento - fossem atendidas. Diante disso - e dada a irresponsabilidade que significa uma greve em serviço essencial estar prestes a entrar em seu 60º dia - a ação judicial foi o único recurso que restou à Ordem.

Uma reivindicação salarial procedente não pode servir de justificativa para a defesa do corporativismo a qualquer custo. Enquanto serventuários realizam festinhas na porta dos fóruns, com churrasco e instrumentos musicais, centenas de milhares de pessoas se desesperam por não ter resposta a demandas urgentes, que, muitas vezes, implicam vida e morte. São pessoas que dependem de pensões alimentícias, de decisões judiciais para realizar cirurgias de emergências ou da expedição de um alvará de soltura para sair da prisão. E são, também, advogados que vivem do suor de seu trabalho e há quase dois meses não têm como receber o dinheiro que garante o pão na mesa de sua família, pelo fato de os mandados de pagamento não estarem sendo expedidos.

A OAB/RJ vai, agora, pressionar para que a ação da Justiça se dê prontamente, garantindo o restabelecimento dos serviços do Judiciário."