domingo, 5 de outubro de 2008

Paes, Molon e Gabeira são advertidos por boca-de-urna

Os candidatos à Prefeitura do Rio circularam pela cidade, logo após votarem, durante a manhã deste domingo (5). A presença em locais de votação, porém, foi entendida como boca-de-urna por fiscais da Justiça Eleitoral.Eduardo Paes (PMDB) foi retirado de uma zona eleitoral em Brás de Pina, na zona norte, a pedido de um fiscal que não gostou de vê-lo cumprimentando eleitores que se dirigiam às filas de votação. O candidato não discutiu, mas afirmou que vai percorrer outras zonas eleitorais. No acesso ao morro do Borel, na Tijuca, dois veículos que acompanhavam o jipe de campanha de Alessandro Molon (PT) foram parados por uma equipe do TRE-RJ, Tribunal Regional Eleitoral, que executava operação contra a propaganda ilegal. O material foi apreendido, mas a juíza eleitoral Ana Cristina Dib Miguel permitiu que o petista prosseguisse com os cumprimentos pela cidade, desde que não abordasse diretamente eleitores para pedir votos.No Engenho de Dentro, o presidente da 20ª Zona Eleitoral acusou Fernando Gabeira (PV) de fazer boca-de-urna. O candidato acompanhava o voto de seu vice, Luiz Paulo (PSDB), quando atendeu ao pedido de um grupo de crianças para tirar foto com ele."Só vim trazer o meu vice para votar", alegou Gabeira, após uma promotora eleitoral, que foi chamada para verificar a situação, declarar que a presença do candidato não caracterizava boca de urna.
Veja mais notícias de eleições na cidade de Rio de Janeiro - RJ

Fonte: UOL

Nenhum comentário: